ORTODONTIA CONTEMPORÂNEA: Comparação da precisão de digitalizações faciais digitais obtidas por dois scanners diferentes: Um estudo in vivo

segunda-feira, 6 de dezembro de 2021

Comparação da precisão de digitalizações faciais digitais obtidas por dois scanners diferentes: Um estudo in vivo

 



Neste artigo de 2021, publicado na Angle Orthodontics, pelos autores Federica Pellitteri; Luca Brucculeri; Giorgio Alfredo Spedicato; Giuseppe Siciliani; Luca Lombardo. Do Postgraduate School of Orthodontics, University of Ferrara, Ferrara, Italy; Faculty of Banking and Insurance, Catholic University of Milan, Milan, Italy; School of Dentistry, University of Ferrara,Ferrara, Italy.  Comparou o grau de precisão do scanner facial Face Hunter e do aplicativo Dental Pro para escaneamento facial, com relação às medidas manuais e entre si. 

Vinte e cinco pacientes foram medidos manualmente e escaneados usando cada dispositivo. Seis marcadores de referência foram colocados no rosto de cada paciente nos pontos cefalométricos Tr, Na0, Prn, Pog0 e L – R Zyg. Um software de medição digital foi usado para calcular as distâncias entre os pontos de referência cefalométrica em cada uma das varreduras. O Geomagic X Control foi usado para sobrepor as varreduras, determinando automaticamente o alinhamento de melhor ajuste e calculando a porcentagem de superfícies sobrepostas dentro das faixas de tolerância.

As comparações individuais das quatro distâncias medidas antropometricamente e nas varreduras geraram um índice de coeficiente de correlação intraclasse maior que 0,9. O teste t para amostras combinadas produziu um valor P abaixo do limite de significância. As bochechas direita e esquerda atingiam cerca de 60% da superfície, com margem de erro entre 0,5 mm e ± 0,5 mm. A testa foi a única área em que a maior parte da superfície se enquadrou na faixa de reprodutibilidade deficiente, apresentando valores fora da tolerância de mais de 20%.

Os autores concluíram que as varreduras tridimensionais da superfície facial forneceram uma excelente ferramenta analítica para avaliação clínica; não parece que um ou outro dos instrumentos de medição seja sistematicamente mais preciso, e as bochechas são a área com a porcentagem média mais alta de superfície na faixa altamente reprodutível.


Link do artigo na integra via Meridian:

https://meridian.allenpress.com/angle-orthodontist/article/91/5/641/463603/Comparison-of-the-accuracy-of-digital-face-scans

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe !