ORTODONTIA CONTEMPORÂNEA: Junho 2020

terça-feira, 23 de junho de 2020

Avaliação tridimensional das alterações de posição do lábio superior de acordo com os movimentos antero superiores dos dente simulados por digitalização com feixes de luz branca





Neste artigo de 2014, publicado pelo THE KOREAN JOURNAL OF ORTHODONTICS, pelos autores  Hwee-Ho Kim, Jin-Woo Lee, Kyung-Suk Cha, Dong-Hwa Chung, Sang-Min Lee; do Department of Orthodontics, School of Dentistry, Dankook University, Cheonan, Korea. Mostra um simulação de deslocamento labial pós retração do incisivo superior com imagem do tecido mole adquirida por scaneamento 3D da face.


O estudo foi realizado para observar as melhoras estéticas obtidas durante o tratamento ortodôntico são alcançados pelas mudanças nas posições dos lábios e tecidos moles adjacentes. O movimento do tecido mole facial já foi avaliado em duas dimensões pela cefalometria. Neste estudo, objetivou-se avaliar tridimensionalmente  as mudanças posicionais do lábio superior em adultos de acordo com os movimentos dentarios anteriores superiores simulados  por digitalização por scanner 3D luz branca.

Foram mensuradas as alterações em coordenadas tridimensionais de referência labiais com relação aos movimentos dos incisivos superiores de um adulto normal, simulados com filmes de espessura variável por meio de um scanner 3D de luz branca.

Com o aumento da protração, o lábio superior avançou significativamente para cima. O movimento labial foi limitados pelos tecidos moles circundantes. A extensão do movimento acima do vermelhão foi ligeiramente menor que a metade dos dentes, mostrando forte correlação. A maioria das mudanças foram concentradas na depressão acima do vermelhão superior. O movimento labial em direção ao nariz foi significativamente reduzido.

Os autores concluíram que depois de controlar adequadamente diversas variáveis e usando a digitalização com scanner 3D de luz branca, com alta reprodutibilidade e precisão, o coeficiente de determinação mostrou valores moderados (0,40-0,77) e mudanças significativas puderam ser determinadas. Este método seria útil para prever mudanças da posição de tecidos moles  de acordo com os movimentos de dente.

Link do artigo na integra via KJO:

segunda-feira, 8 de junho de 2020

Precisão dos procedimentos de digitalização guiados por moldagens digitais do arco completo in vivo





Neste artigo de 2017, publicado no Journal of Orofacial Orthopedics, pelos Autores Moritz ZIMMERMANNChristina KOLLER, Moritz RUMETSCHAndreas ENDERAlbert MEHL. Do Department of Computerized Restorative Dentistry, Center of Dental Medicine, University of Zurich, Switzerland. Realizaram um estudo que avaliou a precisão dos procedimentos de varredura guiada em comparação com as técnicas de moldagens convencionais in vivo.

As estratégias de varredura específicas do sistema demonstraram influenciar a precisão das moldagens digitais do arco dentário completo. Procedimentos especiais de escaneamento guiado foram implementados nos sistemas de escaneamento intraoral específicos, com especial atenção ao fluxo de trabalho ortodôntico digital. 

Dois sistemas de varredura intraoral com procedimentos de varredura guiados do arco completo foram implementados (Cerec Omnicam Ortho; Ormco Lythos) sendo incluídos juntamente com uma técnica de moldagem convencional com material hidrocolóide irreversível (Alginato). Moldagens do arco completo foram realizadas três vezes cada, em cinco participantes (n = 15). As moldagens foram comparadas dentro dos grupos de teste usando um método de distância ponto a superfície após a melhor adequação do modelo (OraCheck). A precisão foi calculada usando os quantis (90% -10%) / 2 e a análise estatística com medidas repetidas one-way ANOVA e teste post-hoc de Bonferroni foram realizadas.

A técnica de moldagem convencional com Alginato mostrou menor precisão nas moldagens do arco  dentário completo com 162,2 ± 71,3 μm. Ambos os procedimentos de varredura guiada tiveram desempenho estatisticamente significativamente melhor do que a técnica de impressão convencional (p menor que 0,05). Os valores médios para o grupo Cerec Omnicam Ortho foram 74,5 ± 39,2 μm e para o grupo Ormco Lythos 91,4 ± 48,8 μm.

Os Autores concluíram que a precisão dos procedimentos de varredura guiada in vivo excedem em qualidade, as técnicas de moldagem convencionais com o material hidrocolóide irreversível, Alginato. Os procedimentos de escaneamento guiado podem ser altamente promissores para aplicações clínicas, especialmente para fluxos de trabalho ortodônticos digitais.

Link do Artigo na integra via Zurich Open Repository and Archive: