ORTODONTIA CONTEMPORÂNEA: Comparação dos efeitos da expansão rápida da maxila com os protocolos alternados de expansão rápida da maxila e constrição, seguidos pela terapia da máscara facial

segunda-feira, 11 de novembro de 2019

Comparação dos efeitos da expansão rápida da maxila com os protocolos alternados de expansão rápida da maxila e constrição, seguidos pela terapia da máscara facial







Neste artigo de 2019, publicado no The Korean Journal of Orthodontics, pelos Autores Elvan Onem Ozbilen, Hanife Nuray Yilmaz, Nazan Kucukkeles. Do Departmento de Ortodontia, Faculty of Dentistry, Marmara University, Istanbul, Turquia e do Departmento de Ortodontia, Faculty of Dentistry, Bezmialem Vakif University, Istanbul, Turquia.

O objetivo deste estudo retrospectivo foi avaliar e comparar as mudanças na via aérea faríngea (PA), volume do seio maxilar e parâmetros esqueléticos após expansão rápida da maxila (RME) e expansão e constrição rápida da maxila alternada (Alt-RAMEC) seguidos pela terapia do uso da máscara facial. (FM) 

Foram coletados os registros de 40 pacientes portadores de uma má oclusão de Classe III esquelética devido a retrognatismo maxilar e os pacientes foram divididos em dois grupos. O primeiro grupo era composto por 8 pacientes masculinos e 12 femininos (idade média de 10,0 ± 1,1 anos) tratados com ERM / FM por uma média de 10 meses. O segundo grupo era composto por 10 pacientes do sexo masculino e 10 do sexo feminino (idade média de 9,64 ± 1,3 anos) tratados com Alt-RAMEC / FM em uma média de 12 meses. Imagens de tomografia computadorizada de feixe cônico obtidas antes (T0) e após o tratamento (T1) foram avaliadas.

Em relação aos efeitos esqueléticos, diferenças significantes entre os grupos foram o aumento do SNA-HRP (distância perpendicular do SNA ao plano de referência horizontal, 0,99 mm) no grupo Alt-RAMEC/FM e a diminuição do PP-SN (plano palatal para o plano de Sella-Nasion, 0.93º) no grupo ERM/FM. O volume dos seios maxilares aumentou significativamente em ambos os grupos, e o aumento foi estatisticamente maior no grupo Alt-RAMEC/FM. Embora não tenham sido observadas diferenças intergrupos significativas nos volumes de PA, tanto menor (1.011,19 mm3) quanto total (1.601,21 mm3), o volume de AF aumentou significativamente no grupo Alt-RAMEC / FM.

Os autores concluíram que os diferentes dispositivos de expansão e os protocolos utilizados com a terapia FM não parecem afetar o movimento para a frente dos volumes da maxila e PA. Em contraste, o aumento do volume do seio maxilar foi maior no protocolo Alt-RAMEC / FM.

Link do Artigo na Integra via e-KJO:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe !