ORTODONTIA CONTEMPORÂNEA: Entrevista Doutora Julia Harfin - Parte 01

sexta-feira, 11 de dezembro de 2015

Entrevista Doutora Julia Harfin - Parte 01


Com muita honra irei dividir com vocês mais uma valiosa entrevista, com um dos grandes nomes da Ortodontia Contemporânea Mundial, a Doutora Julia Harfin, professora titular da Faculdade de Odontologia da Universidade Maimónides e presidente da Associação Latino-americana de Ortodontia, autora de livros e artigos, tem seus estudos fundamentados em pacientes adultos a mais de 37 anos, pacientes com comprometimento Periodontal e atualmente vem trabalhando com um novo livro de Ortodonta Lingual. Ela prontamente aceitou dividir seus conheçimentos conosco. Espero que gostem e aproveitem.




1) Marlos Loiola - Olá Dra. Julia Harfin, gostaria de saber um pouco sobre sua formação acadêmica, quando e onde se formou, pós-graduação, onde ensinou, realizou pesquisas, livros e capítulos publicados.


Drª. Julia Harfin - Terminei meus estudos na Universidade de Buenos Aires. Durante os anos seguintes trabalhei como pesquisadora em tempo integral no Departamento de Fisiologia, O título da minha tese foi: Regulamentação hormonal e nervosa das glândulas submandibulares. Dr. Alberto Houssay, filho do nosso primeiro Prêmio Nobel foi o meu diretor. Esta tese foi homenageada com uma medalha de ouro "Professor Imaz Award" como a melhor tese dos últimos 10 anos.


Até agora eu tenho 3 livros publicados: 2 relacionadas com a Adultos e Ortodontia (1999 e 2005) e a última sobre a ortodontia lingual (2009). Editoria Médica Panamericana.


Também escrevi 10 capítulos em diferentes livros e proferi mais de 200 palestras em todo o mundo. Além de ser Presidente e Diretor do Programa pois-graduação da Ortodontia da Universidade Maimónides.




2) Marlos Loiola - Temos um levantamento histórico no BLOG, da vida de muitos autores relacionados à ortodontia e observamos que todos eles se espelharam ou seguiram exemplos e ensinamentos de grandes mestres que os precederam, gostaria de saber se doutora teve algum ou alguns autores que serviram como referência na escolha de sua especialidade?


Drª. Julia Harfin - Claro que eu tive alguns professores que tiveram um impacto importante na minha carreira, foram Professor Dr. Jorge Romanelli (Periodontia e Reabilitação Oral) e Dr. Rodolfo Lopez Otero em Ortodontia.




3) Marlos Loiola - Atualmente, muitos estudos mostram a eficiência inegável dos mini-implantes ortodônticos, utilizados em diversas situações. De acordo com sua experiência e estudos, em que situações devemos ser mais cautelosos no uso desses dispositivos?

Drª. Julia Harfin - Os mini-implantes têm tido um papel importante na ortodontia moderna, mas estes dispositivos tem que ser usado com um protocolo rigoroso para evitar resultados indesejados.




4) Marlos Loiola - Seus tratamentos e artigos mais recentes tem um foco de tratamento oferecido aos pacientes adultos, aqui no Brasil, esses pacientes são cada vez mais presentes no nosso consultório. Quais são cuidados devemos ter com estes pacientes?


Drª. Julia Harfin - Eu comecei a tratar pacientes adultos, em 1972. Agora, com 37 anos de experiência, posso confirmar que todos os tipos de pacientes adultos podem ser tratados ortodonticamente. A única condição para ter em conta é que todos estes pacientes têm que ter inserção periodontal saudável.




5) Marlos Loiola - Gostaria que a doutora nos fale quais são os procedimentos de especial atenção no tratamento ortodôntico em pacientes adultos e com necessidade de cuidados de procedimentos periodontais.

Drª. Julia Harfin - Pacientes com redução de inserção periodontal saudável, precisa de um plano de tratamento realista, não idealista. Alguns objetivos idealistas são impossíveis de conseguir em pacientes adultos sem dentes posteriores ou com prótese fixa ou implantes.




6) Marlos Loiola - Pacientes adultos do sexo feminino com problemas periodontais, possui limitações ou risco do tratamento ortodôntico na menopausa ou com história de osteoporose?


Drª. Julia Harfin - Pacientes adultos do sexo feminino não possui grandes limitações e riscos do tratamento ortodôntico na menopausa. A quantidade de inserção periodontal é a questão mais importante. No caso de um paciente com histórico de osteoporose é diferente, especialmente quando vem tomando bifosfonatos por um longo período de tempo.


Existem alguns artigos que confirmam a relação entre os bifosfonatos, Osteoporose e osteonecrose. Alguns autores recomendam evitar extrações quando é possível.


Eu não tive problemas e é importante tratar estes pacientes, mas nós temos que usar as forças muito leves, ativando durante longos períodos de tempo. Dr Rinchuse sugere que os pacientes que tomem bifosfonatos têm que assinar um termo de consentimento.




7) Marlos Loiola - Sabemos que é muito importante o tratamento periodontal em pacientes com problemas diagnosticados. Durante a programação do tratamento ortodôntico com que periodicidade o paciente deve procurar o periodontista? Existe um protocolo de atendimento que a doutora segue com este tipo de paciente?


Drª. Julia Harfin -Todos os pacientes têm diferentes protocolos de acordo com seu diagnóstico, e plano de tratamento, Alguns pacientes têm de ir para a periodontia a cada 3 meses, outros a cada dois meses ou a cada 2 semanas para o seu estado anterior periodontal.


Ao mesmo tempo, o ortodontista tem que controlar o estado gengival periodontal e têm de reforçar os procedimentos de higiene bucal em cada visita.




Link da clinica da Doutora Julia Harfin:


4 comentários:

  1. Parabéns por este Post! Cada dia melhor e mais surpreendente! Arrisco afirmar que a Professora Julia Harfin foi a primeira a estabelecer bases sólidas para o tratamento ortodôntico de adultos, derrubando mitos e crendices que antecedem a experiência profissional aliada a pesquisa científica multidisciplinar Perio-Orto que foi a base desta pesquisadora e ortodontista, digo ortodontista pois nada se torna prático sem experiência clínica, fator que a professora Julia tem de sobra.

    ResponderExcluir
  2. Concordo com você Alexandre!!! A Professora Julia com seus estudos e experiência clinica derrubou muitos mitos. Que viabilizou novas possibilidades de tratamento em pacientes até então desenganados por muitos profissionais.

    ResponderExcluir
  3. Poxa Marlão.... arrebentou, em minha monografia cito a Dra. Harfin uma infinidade de vezes, ela foi responsável por belíssimos estudos científicos e considerações clinicas, foi uma das primeiras a falar em motivação do paciente periodontal frente ao tratamento ortodôntico, vendo sua estética melhor seu interesse em se cuidar aumentava.
    Parabéns por mais esta bela entrevista.

    ResponderExcluir
  4. Boa Marlos, tambem cito a Dra. Julia em minha monografia uma infinitude de vexes, assim como o colega Josue tbem o fez, parabéns pela entrevista! Quem sabe um dia ela não nos agracia com sua palestra?,!

    ResponderExcluir

Participe !