ORTODONTIA CONTEMPORÂNEA: Mensuração 3D de alterações tecidos moles peribucais em pacientes portadores de protrusão dentoalveolar após o tratamento ortodôntico usando um scanner de luz estruturada

quarta-feira, 5 de agosto de 2015

Mensuração 3D de alterações tecidos moles peribucais em pacientes portadores de protrusão dentoalveolar após o tratamento ortodôntico usando um scanner de luz estruturada





Neste artigo de 2014 publicado na Anlge Orthodontist, pelos autores Hyo-Won Ahn; Ye-Jin Chang; Kyung-A Kim; Sang-Hwan Joo; Young-Guk Park; Ki-Ho Park; Do Department of Orthodontics, Oral Biology Research Institute, Kyung Hee University School of Dentistry, Seoul, Korea. Mostra a Aplicabilidade da utilização do Scanner 3d na aquisição da imagem e mensuração das alterações faciais em pacientes submetidos a tratamento Ortodontico.

O estudo foi realizado com o intuito de avaliar tridimensionalmente  as  alterações do tecido mole peribucal,  após o tratamento ortodôntico em pacientes com protrusão dentoalveolar, usando scanners baseados em luz estruturados.

Foram avaliados quarenta e quatro adultos coreanos (19 homens e 25 mulheres, 21,4 +- 3,4 anos), com protrusão dentoalveolar tratada com extração dos quatro primeiros pré-molares e, em seguida, submetidos a uma retração em massa com ancoragem máxima. Telerradiografias e escaneamento faciais 3D foram realizados antes do tratamento (T1) e imediatamente após a descolagem (T2). Uma sobreposição foi realizada, e foram identificados 27 pontos de referência periorais. Avaliaram-se as alterações em 3D e os pontos de referência relação do movimento do tecido mole em relação à borda do incisivo.

Os incisivos superiores foram retraídos 5,76 milímetros e os incisivos inferiores foram retraídos 4,62 milímetros. O lábio superior se mudou infero posteriormente, e o lábio inferior movido superoposteriormente. No lábio inferior, movimento ascendente foi maior do que o movimento para trás. As proporções relativas foram de 42%-53% na área do lábio superior e 22%-82% na área do lábio inferior. Os cantos dos lábios movido superoposteriormente. Subnasal movido para baixo e posteriormente, enquanto que os pontos de referência sob as narinas fora movidos posteriormente e para cima.

Os autores concluíram que os scanneres faciais 3D com luz  branca estruturada, avaliaram de forma eficiente o tecido mole perioral em pacientes com protrusão dentoalveolar. Foram observadas o movimento para trás e vertical alem de um movimento significativa do lábio. As áreas nasais e ângulos lábiais mostraram mudanças consideráveis.

Link do artigo na integra via Angle Orthodontist:

 
 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe !