ORTODONTIA CONTEMPORÂNEA: Avaliação in Vivo 3D Micro-CT dos movimentos dentários após Aplicação de diferentes niveis de força em molares de ratos

segunda-feira, 7 de abril de 2014

Avaliação in Vivo 3D Micro-CT dos movimentos dentários após Aplicação de diferentes niveis de força em molares de ratos













Neste artigo de 2009, publicado na Angle Orthodonthist, pelos autores Carmen Gonzalesa; Hitoshi Hotokezakab; Yoshinori Araic; Tadashi Ninomiyad; Junya Tominagaa; Insan Janga; Yuka Hotokezakae; Motohiro Tanakaf; Noriaki Yoshidag; da Nagasaki University, Nagasaki, Japão. Mostram neste estudo interessante mais uma aplicabilidade do metodo dos elementos finitos.

O objetivo do estudo foi investigar longitudinalmente de forma precisa a mudança no ligamento periodontal (PDL), espaço, largura tridimensional do dente com circulação contínua de magnitudes de força em ratos vivos.

Através de molas fechadas níquel-titânio por 28 dias, 10, 25, 50, e 100 gramas com força mesial aplicadas nos primeiros molares superiores esquerdos. Micro-TC (Micro Tomografia Computadoriza) foi feita no mesmo rato em 0, 1, 2, 3, 10, 14 e 28 dias. A largura do PDL foi medido na pressão lados e tensão de 0 a 3 dias. Medições angulares e lineares foram utilizados para avaliar a posição do molar no dia 0, 10, 14 e 28. Um modelo de elementos finitos (FEM), foi construído de modo a avaliar a distribuição inicial estresse, deslocamento molar e centro de rotação do molar.

As avaliações inicialis da lagura do PDL não mostraram diferenças estatísticas entre os diferentes niveis de força. O movimento do dente foi registrado 1 hora após a aplicação força e gradualmente aumentou com o tempo. A partir de dia 10, o maior movimento dentário foi observado quando 10 g de força foi aplicada. O FEM mostraram que o centro de rotação do molar é localizado no centro de cinco raízes, no terço apical das raízes molar.

O movimento do molar nos ratos consistiu principalmente de forças mesial, extrusão de raízes distais, intrusão de raiz mesial, inclinação palatal e rotação mesial. Embora o primeiro movimento dentário após a aplicação de diferentes magnitudes de força até dia 3 não foi notavelmente diferentes, 10 g de força produziram mais movimento dentário comparada com pesadas forças no dia 28.

Link do artigo na integra via Angle Orthodontics:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe !