ORTODONTIA CONTEMPORÂNEA: Avaliação da prevalência de patologias em terceiros molares inclusos

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Avaliação da prevalência de patologias em terceiros molares inclusos


Artigo de 2008 publicado na Revista de Cirurgia e Traumatolologia Buco-Maxilo-Facial pelos autores Paulo Ricardo Saquete Martins Filho, Marta Rabello Piva, Thiago de Santana Santos, Luiz Carlos Ferreira da Silva, Lélia Batista de Souza tem como objetivo identificar a presença de alterações que possam justificar a remoção profilática dos terceiros molares

A terapêutica dos terceiros molares é baseada em critérios de diagnóstico pautados em alguns aspectos, como a presença de patologias (dentes sintomáticos), medidas preventivas e indicações ortodônticas (dentes assintomáticos). Porém há autores que relatam não haver comprovação da existência de uma correlação entre a prevalência de lesões odontogênicas e os terceiros molares inclusos, contra-indicando a remoção profilática desses dentes. Para esses, os terceiros molares inclusos deveriam ser removidos somente quando houvesse uma patologia associada bem definida.

A partir de 2005, a American Association of Oral and Maxillofacial Surgeons justificou e aceitou a prevenção de patologias como indicação bem como sugeriu que os pacientes deveriam ser informados sobre o potencial de desenvolvimento de processos patológicos, a necessidade de futuras cirurgias e a incidência aumentada das complicações associadas ao tratamento desse dentes em idade avançada.

Os autores realizaram avaliação histológica do folículo pericoronário de terceiros molares inclusos, sem evidência de patologia associada, com o objetivo de identificar a presença de alterações que possam justificar a remoção profilática desses dentes.


Total de 31 terceiros molares extraídos sendo 24 assintomáticos e 07 sintomáticos. Como resultado 77% (23) foram diagnosticados como folículo pericoronário e 26% (08) com alterações patológicas. Baseado nos resultados os autores concluem que é recomendável à remoção de terceiros molares inclusos, em pacientes jovens, com o objetivo de prevenir o desenvolvimento de cistos e tumores associados a esses dentes.

LINK: http://www.revistacirurgiabmf.com/2008/v8n3/6.pdf

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe !

Postar um comentário